Será o vermífugo Annita o remédio com 94% de eficácia no combate à covid-19 testado por Pontes?

Annita® age contra vermes por meio da inibição de uma enzima indispensável à vida do parasita. O mesmo parece ocorrer em relação aos protozoários, embora outros mecanismos ainda não totalmente esclarecidos possam estar envolvidos. A ação sobre vírus se dá através da inibição da síntese da estrutura viral, bloqueando a habilidade do vírus de se multiplicar. O tempo médio de ação do medicamento está estimado entre duas a quatro horas após a sua administração. (Reprodução)
Luiz Henrique Mandetta acabou de revelar na coletiva que foi procurado pelo ministro Marcos Pontes com a sugestão de usar um vermífugo para combater o novo coronavírus.

“Outras drogas também matam in vitro. Até hoje, acho, que o ministro Pontes ia colocar (o tema), porque ele foi lá no ministério para que a gente fizesse (testes). Tem um anti-helmíntico, dizendo que essa linha aqui, que é um vermífugo. Mata muito bem in vitro. E agora vai começar os testes em pessoas. Vermífugo mata vírus, cloroquina mata vírus.” 
Mandetta ressaltou que a experiência in vitro pode não se repetir em pessoas.

De acordo com o site Antagonista, o vermífugo testado por Pontes é o Annita.

Referências: 

https://www.oantagonista.com/brasil/mandetta-diz-que-vermifugo-e-o-remedio-misterioso-anunciado-por-pontes-como-solucao-para-coronavirus/

http://www.saudedireta.com.br/catinc/drugs/bulas/annita.pdf

VerOcultarComentários
Cancel